Quem sou:

Minha foto

Sou Bacharel em Turismo e Meio Ambiente pela UNESPAR - Universidade Estadual do Paraná/Campus de Campo Mourão. 
Praticante de Artes Marciais desde 2007, graduado Instrutor pela Federação Paranaense de Kung fu Wushu (2011) e Professor em 2012 pela CBKW. 
- Faixa preta, 1º duan pela Confederação Brasileira de Kung fu Wushu. 
- Faixa azul de Jiu-jitsu pela Checkmat e competidor de MMA pela Markine Fight.
- Atualmente sou integrante da Seleção Paranaense e Brasileira de Kung fu Wushu/Sandá 
- Vigilante Patrimonial na empresa Master Vigilância Especializada
- Professor de Boxe Chinês na Academia Markine Fight Centro de Treinamentos Campo Mourão - Paraná.


MEDALHISTA NOS CAMPEONATOS E EVENTOS: 

- Vice-Campeão brasileiro de Sandá (2014), 3º em (2013) e 5º em 2012.
- Campeão estadual (paranaense): (2008, 2009, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015, 2016...) Vice (2010). 
- 1 Grand Prix de Boxe Chinês: 1º colocado - ano: 2009
- Copa Paraná: 1º colocação nos anos: 2008, 2011, 2012, 2013, 2014, 2015... 
- 6º Torneio da Liga Nacional de Sandá - 1º colocado - ano: 2011
- Kung fu Championship: 1º colocado - ano: 2011
- Ct Dragão DN Toledo - 2º colocado 
- Copa Amizade de Jiu-jitsu Umuarama: 3º lugar - ano: 2013
- Kickboxing em Palotina. Jogos abertos - 1º lugar - 2015
- II MSC MMA Sanda Combat - 1º lugar - 2015
- III MSC MMA Sanda Combat - 1º lugar - 2015
- IV MSC MMA Sanda Combat - 1º lugar - 2015
- I° Markine Fight Combat MMA - 1º lugar - 2016
- II Markine Fight Combate MMA - 1º lugar - 2017

Treinadores e ex-treinadores que contribuíram para o meu desenvolvimento nas artes marciais:

Prof Markine Santos - Sandá 
Prof. Daniel Ramos - Jiu-jitsu - Gracie
Prof Ricardo "Didi" Silva - Jiu-jitsu - Gracie
Prof Kayo Borghi - Jiu-jitsu - Checkmat
Prof João Guedes - Jiu-jitsu - Nova União
Prof. Elpidio Koch Junior - Jiu-jitsu - Gracie Barra Paraná

Frase: "Um atalho é sempre a distância mais longa entre dois pontos. Nada é tão fácil quanto parece, nem tão difícil quanto a explicação do manual."

"Assim como o lutador, o guerreiro conhece sua imensa força; e jamais luta com quem não merece a honra do combate.

O lutador que degusta o tempo, se alimenta de vitórias; pois da perseverança é que provém as conquistas”. (Autor desconhecido)

VISITANTES EM TEMPO REAL

Buda

"A lei da mente é implacável. O que você pensa, você cria; O que você sente, você atrai; O que Você acredita, torna-se realidade."
Boa leitura

Vitórias

"Há vitórias que exaltam, outras que corrompem, derrotas que matam, outras que despertam." Antoine de Saint-exupéry
"Gosto da sinceridade das horas que não falamos absolutamente nada. Só assim tudo é dito em absoluto." (CLARICE FREIRE)

Se sentindo romântico

"Mesmo que o tempo me leve a lugares distantes e me faça esquecer parte da minha vida. Haverá sempre lembranças de você. Prometi guarda-la em minha alma e não no meu coração, porque um dia meu coração deixará de bater, mas minha alma jamais deixará de existir..."

Turismólogo

Turismólogo
Este profissional pode assumir o papel de empreendedor, gestor e administrador, integrando todas as atividades do setor de turismo. Poderá atuar ainda em empreendimentos de turismo, na organização e administração de empresas e empreendimentos turísticos, no planejamento e execução de projetos de turismo regional, nacional e internacional, na programação e organização de atividades de lazer, na docência de cursos profissionalizantes de Turismo, na identificação e avaliação de potencial turístico. No decorrer do curso são desenvolvidos programas de qualidade voltados para o turismo, visando à satisfação do consumidor, à preservação do meio ambiente, à qualidade de vida das populações regionais, ao desenvolvimento sustentável, à formação de mão-de-obra qualificada. O profissional pode atuar em setores de empresas públicas ou privadas, relacionados ao turismo e meio ambiente, empresas de turismo e meio ambiente, escolas, universidades. (UNESPAR/CAMPUS CAMPO MOURÃO, 2014)

domingo, 19 de julho de 2015

TURISMO DE GUERRA

Universidade Estadual do Paraná – Campus de Campo Mourão
Curso de Turismo e Meio Ambiente
Docente: Profº Me. Carla Caroline Holm
Acadêmicos: Edilson Luis Fernandes; Fernando Henrique Ferrari


Mercados Emergentes do Turismo: Casais sem filhos



            Uma das definições da palavra emergente segundo o dicionário infopédia é: que emerge; que vem a superfície, ou seja, aquilo que está se desenvolvendo, o que, quando se aplica ao turismo, está relacionado aos destinos com procura em alta por uma demanda de turistas que está cada vez mais segmentada e exigente, buscando sair do tradicional para o que é exótico e novo.
            Os mercados emergentes são os principais impulsionadores do turismo no mundo, e em 2013 atingiu 3,6% do PIB mundial, segundo o site Mercado e Eventos, já que graças as novas tecnologias e ferramentas, os turistas têm acesso mais facilitado à informações e destinos que são tendências.
            Muitos dos destinos que estão em alta, acabam utilizando da segmentação de mercado para atrair um público específico de acordo com o que é ofertado, segundo LAGE (1992) a segmentação é uma estratégia de marketing que busca uma maior otimização do setor, seja pelas empresas turísticas buscando maximização nos lucros ou pelos turistas buscando maximizar sua satisfação. Para a segmentação de mercado as variáveis mais importantes são idade, e ciclo de vida.

Quanto ao ciclo de vida, observa-se, por exemplo, as viagens realizadas pelos casais jovens ou velhos, distintas para os indivíduos com filhos e sem filhos; igualmente para os descasados, viúvos, aposentados e outros. Os interesses são diversos, e variam de forma dinâmica para cada momento e circunstância de suas vidas. (LAGE, 1992)


O Curioso Turismo de Guerra. Acreditamos que o titulo resume a visão tida por muitos, a questão da curiosidade humana. Nesse trabalho de agenciamento apresentado para a turma do 4º ano de Turismo e Meio Ambiente da UNESPAR mostraremos a visão dos turistas, que buscam vivenciar emoções, histórias, relatos imagens nas localidades de grandes impactos relacionados a confrontos da guerra.
Por que desejo de visitar esses países que já passaram por tanta violência? Quem busca visitar países e cidades que foram palcos de guerras tem a intenção de vivenciar a história que hoje é só vista em depoimentos de jornalistas, em livros escolares e nos noticiários. Segundo o site Uol Viagens (2015), uma das particularidades de buscar o turismo de guerra é a pouca contaminação do Turismo de Massa, ou seja, não existe um grande número de estrangeiros, além é claro do baixo custo dos atrativos e também da hospitalidade do local.
Vessoni (2012), divulga no site da UOL que em Saravejo que está localizado na Bósnia atraiu mais de 231 mil estrangeiros no ano de 2011. A principal intenção dos turistas é visitar as igrejas, mesquitas, sinagogas, construções históricas, prisões utilizadas para os judeus, artefatos militares entre outros. Vale salientar, uma pergunta: quem nunca parou para imaginar o que se passava pela cabeça dos comandantes militares? Lembremo-nos de Hitler, que para alguns ainda é considerado herói e para outros um monstro!
Já na Normandia que está localizado na França, o Turismo de Guerra é bastante requisitado, principalmente pela questão dos transportes, pois existe acessibilidade em todos os pontos turísticos. Na cidade de Picardia, também na França existe o mesmo Turismo. Quanto aos locais de visitas o que se busca são os monumentos e museus relacionados à Batalha da Normandia, os Memorias Britânicos, memoriais Canadenses, Praia em Utah Beach e Cemitérios militares.
Rao (2013) relata no site Fugas Viagens que o Iraque também faz parte da modalidade Turismo de Guerra, no entanto, o governo tenta mudar essa visão, pois a religiosidade é o mais fomentado nos pais! Porém, a onda de violência crescente tende a afastar os estrangeiros, logo, se reduz o aquecimento econômico do turismo.
Por fim, o ultimo pais trazido por esse trabalho é o Vietnã. Esse foi atacado pelos EUA em 1954. Nos 20 anos de guerra entre os dois países mais de 3 milhões de pessoas foram mortas e mais de 2 milhões de pessoas ficaram inválidas, conforme cita o jornalista Marcelo Duarte ( 2013). No entanto, essas informações e o que foi deixado pela guerra tornaram-se atrativos turísticos, como: os campos de concentrações, os tanques de guerras, os veículos, os armamentos, os aviões, as bombas desativadas, as armadilhas construídas pelos vietnamitas, os tuneis subterrâneos, os esconderijos, logo, tudo que foi citado foi utilizado para lucrar após a guerra. No site Guia do Turismo (2013), relata que os turistas que aderem pacotes para visitar os locais citados podem ate mesmo utilizar os armamentos.
Portanto, o Turismo de Guerra cabe a questão solicitada, no caso, turismo para casais sem filhos.




REFERÊNCIAS

DESTINO SEGUNDO A GUERRA. Disponivel em: < http://www.destinosegundaguerra.com.br/ > Acessado dia 19/07/15
DUARTE, Marcelo. 2013. Disponivel em:< http://guiadoscuriosos.com.br/blog/2013/07/29/o-curioso-turismo-de-guerra-do-vietna/ > Acessado dia 19/07/15.
INFOPÉDIA. Dicionários Porto Editora. Diponível em: <http://www.infopedia.pt/dicionarios/lingua-portuguesa/emergente> Acesso em 16/07/2015
LAGE. Beatriz Helena G. 1992. Segmentação do Mercado Turístico. Disponível em: < www.spell.org.br/documentos/download/29027> Acesso em 17/07/2015
MERCADOS E EVENTOS. Mercados emergentes impulsionam turismo no mundo. Disponível em:         <http://www.mercadoeeventos.com.br/site/noticias/view/105493/mercados-emergentes-impulsionam-turismo-no-mundo> Acesso em 16/07/2015
RAO, Prashant. 2013.           Disponivel em: < http://fugas.publico.pt/Viagens/323505_no-iraque-ha-sempre-turistas-a-dispararem-as-maquinas-fotograficas > Acessado dia 19/07/15

COMO DAR PRAZER AS MULHERES

COMO DAR PRAZER AS MULHERES
Coisas simples que dão prazer as mulheres